“A noite acendeu as estrelas porque tinha medo da própria escuridão.
Mário Quintana. (via descritivel)
“Eu não sou o tipo que sai pedindo desculpas. Gosto mais de ir e desfazer a burrada do que pronunciar meras palavras.
Apologizei   (via doistonsdeamor)
“Eles tem aquela química, quando um está perto do outro, ou bem próximo, ate onde os olhos não podem ver, eles pegam fogo, era só um lembrar do outro, que pronto, algo subia desde seus dedos dos pés, ate a nuca. Eles não conseguiam explicar o que era aquilo, mas estava na cara que um desejava o outro. Quando se viam, seus problemas tornavam-se um só, um cuidava do outro e era isso que fazia algo crescer dentro deles. Sorrisos eram distribuídos por todos os lados, e não havia motivo ou explicação. Eles eram discretos, não queriam que outros soubessem, talvez não agora. Acreditavam que quanto menos soubessem, mais poderiam viver desse jeito aventurado, cheio de mistérios. Eles não sabiam o que eram, não sabiam se seriam, ambos talvez queriam, mas tinham medo de serem e quererem e toda essa magia acabar. Viviam assim, nesse sentimento que não davam definição, não tinha explicação, mas era algo grande, bem grande, que ficava ali, ocupando quase toda parte dos seus corações.
João Paulo Ferreira.   (via romeuemcrise)
“Sinto falta daquele tempo em que era só ver a claridade lá de fora pelo meu quarto, que o sorriso aparecia no meu rosto. Era tão bom quando as coisas eram mais fácies de se tentar, quando tudo era mais simples, quando o tempo era só brincar. Hoje é tudo uma dificuldade, enfrentar o mundo é uma dificuldade. É estranho, porque quando éramos pequenos, sentíamos vontade de crescer e sair pelo mundo querendo conhecer outros lugares, outras pessoas, viver em outro canto longe da nossa casa. Quando chegava a noite, contava as horas para outro dia, hoje eu prefiro que o dia nem comece. Está tudo tão diferente, vivemos nossas vidas quase por obrigações, e por mais que a gente não queira, algumas coisas são necessárias. Crescer é necessário, estudar é necessário, trabalhar é necessário, viver é necessário.
Desarvorado.    (via sintoso)
“Eu sinto falta do beijo que você nunca me deu.
O menino Charlie. (via romeuemcrise)
“Em menos de dez minutos você se lembra de tudo. Você se lembra o motivo ou os motivos que fizeram tudo se perder. E você se lembra que não é culpado e que, talvez, os outros também não sejam. Assim é a vida. Você se lembra que o grande amor da sua vida. O maior. Aquele que você nunca superou. É o tipo da pessoa que faz questão de ficar a noite inteira longe de você só porque acha charmoso ficar longe de você e não porque queira ficar longe de você. Ele prefere ser descolado do que humano.E você lembra daquela sensação que sentia ao lado dele. De solidão profunda. E você descobre que ele acha que saudade ou vontade de fazer carinho se resume a uma passada de mão na sua bunda ou uma apertada no seu peito. E você percebe que a vida dele, que você tanto colocou no pedestal, pode ser um pouco boba ou até mesmo triste. Com carros que correm para esbanjar uma grana gasta com coisas sem amor, bilhetes de reclamação de barulho, filmes onde cunhadas se comem e amigos que ligam na madrugada achando que puteiro pode ser uma opção legal. Em minutos você entende como ninguém o que te trouxe até aqui, tão longe dele. Me senti visitando meu próprio cemitério. Com amigos e amores mortos e enterrados. Pessoas que a gente desenterra de vez em quando pra ter certeza que fizemos a melhor escolha enterrando elas. Pessoas que a gente lamenta a distância, afinal, já foram tão importantes e… Será que não dá para começar tudo de novo e tentar acertar dessa vez? Pessoas que a gente tenta se agarrar para não sentir que a vida caminha para frente e isso significa, ainda que muito filosoficamente, que um dia vamos morrer. Nossos amigos vão ficando para trás, nossos amores, nossos empregos, casas… Um dia seremos nós a desaparecer. Mas a lição que eu aprendi é que não vale a pena consertar um carro pela décima vez. É mais fácil comprar um novo e fim de papo. Afinal, eu bem que tentei consertar meu relacionamento com algumas pessoas e só ganhei mais e mais poses e menos e menos verdades. Ainda que doa deixar pessoas morrerem, se agarrar a elas é viver mal assombrado.
Tati Bernardi.   (via sintoso)
“Esses dias eu me peguei tentando ser uma pessoa melhor, veja só. Quem precisa engolfar-se fundo no próprio ego quando está nem aí pra nada e pra ninguém? Recentemente tudo indica que ando ameaçado a me reinventar, me converter, me variar, me disfarçar, enfim, me tornar uma coisa que nem sei se sou, para agradar quem eu ainda nem sei quem é.
Gabito Nunes (via meuslimites)
“E por que dói tanto a partida
A alma fica triste, abatida
e o coração dispara a chorar?
Talvez um dia o tempo explique
Mas, também pode ser que
complique
Pois amor não tem
como explicar.
Feelings of Muller    (via sintoso)